Oficinas na Semana dos Museus

Terça-feira
9h30, 10h30 e 11h

Motor eletromagnético
Para girar o ventilador, ligar a furadeira, fazer as coisas funcionarem: precisamos de um motor. Venha montar um com a gente! Esta oficina consiste em montar uma réplica de um motor eletromagnético com a utilização de objetos simples e de fácil acesso como: pilhas, alfinetes, fio de cobre e fita durex.

O motor eletromagnético é uma máquina que transforma a energia elétrica em energia mecânica. Ele também pode ser utilizado para evidenciar uma aplicação prática da experiência de Öersted onde uma corrente elétrica está relacionada a um campo que pode provocar movimento de um imã. Portanto, o princípio de seu funcionamento é aplicado em vários dispositivos encontrados no cotidiano como: ventiladores, máquinas de furar etc. No final os participantes levarão o motor para casa. (Faixa etária: 7 anos)

 Levitação Supercondutora
Parece mágica, mas é ciência! Neste experimento, vamos descobrir como é possível fazer um objeto levitar. Nesta oficina, com uma pastilha resfriada nas proximidades de um imã observamos a levitação. Essa experiência permite informar sobre os princípios da levitação do MAGLEV Cobra (trem) proposto pela COPPE. (faixa etária: todas)

Sexta-feira
9h30, 10h30 e 11h
14h e 15h30

Fotofone
Transmitir som pela luz. Vamos ver como isso funciona? Com esta atividade é  possível ilustrar a capacidade que a luz tem de ser portadora de sinais e discutir a importância da fibra ótica hoje nas telecomunicações. O participante interage com o experimento colocando a mão no caminho do feixe e interceptando o envio de sinal. (Faixa etária: todas)

Tabuleiro  de Galton
Você fica intrigado quando o assunto é estatística? Venha ver na prática algumas ideias desta ciência. Um dispositivo criado por Sir Francis Galton para demonstrar o teorema do limite central, em particular que a distribuição normal é aproximada à distribuição binominal. A estrutura é basicamente uma caixa  que possui várias linhas separadas entre si de maneira uniforme ao longo da direção da altura do experimento. Em cada linha existem vários pinos também separados de maneira uniforme. Do topo são abandonadas diversas bolinhas que ao colidirem com o primeiro pino, as bolinhas se distribuem. Abaixo da caixa tem vários coletores  distribuídos na horizontal. Quanto mais afastado for o coletor do coletor central a quantidade de bolinha será menor. Essa distribuição se configura distribuição normal. (Faixa etária: 12 anos)