Exposição Vias do Coração

A exposição “Vias do Coração” é uma realização conjunta entre o Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e a Sanofi e já foi visitada por mais de 100 mil pessoas. Criada em 2008, a mostra integra o acervo do programa “Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos”, um museu de ciências itinerante desenvolvido pelo Museu da Vida/COC/Fundação Oswaldo Cruz e Fundação Cecierj.

 

Inspirada em modelos adotados por museus internacionais de ciências, a exposição tem formato compacto, linguagem acessível e comunica-se com toda a família. Vias do Coração combina conteúdo, jogos eletrônicos, atrações e atividades monitoradas para divulgar o conhecimento sobre o coração e estimular a prevenção das doenças cardiovasculares. Para atrair tanto o público jovem quanto a população adulta, a mostra foi estruturada em 10 estações de forma lúdica.

 

Nas estações periféricas, o visitante recebe informações sobre a anatomia e o funcionamento do coração, o sistema circulatório e os principais elementos constituintes do sangue. Ricamente ilustrado, o conteúdo é distribuído por painéis, terminais com testes multimídia, vídeos, bancadas de microscópios, além da apresentação de modelos anatômicos por monitores.

 

Durante o percurso, crianças e adultos podem se divertir calculando quantas vezes seu coração já bateu desde o nascimento ou conferir como se comporta a pressão arterial em várias situações do dia-a-dia. Os visitantes também poderão conferir no coração gigante, criado pelo escultor Gil Verx, que produz cenografia para teatro e efeitos especiais para o cinema há quase 30 anos, o som ampliado de batimentos cardíacos em diferentes freqüências, cedidos pelo Museu de Ciência e Indústria de Chicago, e assistir a vídeos educativos da agência americana The Visual MD, especializada em escaneamento do corpo humano em 3D.

 

A estação central apresenta um dos maiores inimigos da saúde cardiovascular: a Hipertensão. Ilustrações criadas pela designer Mariana Manini retratam situações do dia a dia e chamam a atenção do público sobre a importância de se controlar a pressão arterial. Mesclando conceitos com algumas retrospectivas e curiosidades históricas, o objetivo é conferir ao conteúdo um tratamento mais humanizado.

 

Estação Diabetes

A Estação Diabetes compõe outra parte da mostra, abordando um importante fator de risco à saúde do coração. Composta de 3 módulos com informações sobre prevenção, controle e consequências do diabetes e dicas para melhorar a qualidade de vida do paciente, a estação ainda inédita na capital, também estreia 2 atrações: um modelo interativo mostra o impacto do diabetes no corpo humano e um prato gigante, também criado pelo escultor Gil Verx, com objetivo de orientar as crianças a compor refeições saudáveis e equilibradas.

 

Ao percorrer os painéis da Estação Diabetes, é possível entender as diferenças entre diabetes tipo 1 e tipo 2, saber o que é pré-diabetes ou hipoglicemia e por que é fundamental cuidar dos pés do paciente com diabetes. A alimentação e os exercícios são outros pontos importantes abordados na prevenção e no controle do diabetes.

 

A Estação Diabetes oferece ainda subsídios para entender como ocorre o processamento da glicose no organismo. Uma retrospectiva histórica mostra a importância da descoberta da insulina na medicina e na vida de milhões de pessoas em todo o mundo.